Busca
  SPFW – Verão 2007


Ana Carolina Acom *

Ambientado com o tema África, o último SPFW não teve grandes novidades, nem tanto queixo caído como se gostaria. As coleções masculinas chamaram muito mais a atenção do que as femininas, pois tiveram maiores novidades e estavam super bacanas!

Quanto às tendências, os volumes prevalecem, mas de uma forma bem adversa do verão passado. Esqueçam as saias, vestidos e batas com gomos ou babados. Aquelas ciganas, sabem? O negócio agora são as camisetas, tudo em estilo camisetão, desde os vestidos longos até às batinhas, tudo tem cara de camiseta, pois graças à personagem Vitória da novela Belíssima, ninguém suporta mais aquele tipo de vestido. A cara do verão 2007 são as túnicas, aquelas batas um pouco mais compridas, que chegam a ser mini vestidinhos e podem, dependendo, serem usadas solitas, como pequenos vestidos (principalmente na praia) ou com leggins, skinnys, saínhas ou bermudas jeans. Repare na foto, na semelhança da túnica da Ellus e da Iódice, ambas roxas, de um ombro só e drapeadas. A da Zoomp prata, bem camiseta mesmo, está uma graça e pode ser usada em qualquer hora do dia, compondo vários tipos de looks.

Os vestidos estilo camisetão estavam muito interessantes, e tem para todos os gostos. Os dourados de André Lima, chiquérrimos, tinham “um quê” de anos 20. Já a Maria Bonita optou pelas sobreposições, algo bem urbano e uma tendência forte para a estação. A coleção da Osklen é um bom resumo do verão, há também túnicas, mas os vestidos compridos arrasaram, observe o preto com amassados na frente e o listrado. Geniais, não?

O corte trapézio e os vestidões volumosos também ganham destaque no verão, como os brancos de André Lima e da Cavalera. O vestido da Osklen branco é quase um pára-quedas, pelo detalhe na barra e as alças tipo suspensório (super em alta). A coleção de Ronaldo Fraga foi inspirada em Guimarães Rosa, e os cenários de “O Grande Sertão Veredas” apareceram em aplicações em várias peças, como este vestido que remete à noite de céu estrelado.

A cor branca, como já venho dizendo há horas, é, sem dúvidas, a cor da estação, legal de misturar com tons de bege, pele, chantilly e cinzentos. O garoto Pedro Lourenço, que passará umas temporadas fora do circuito, já que está embarcando para Paris, fez o perfeito uso deste matiz. E sua mãe, a genial, salve salve, Glória Coelho, usou o branco com o preto e outros tons claros. Seu desfile estava lindo, mas não arrasou como das outras vezes, sem grandes novidades, pareceu mais do mesmo, ou seja, repetiu alguns sucessos com uma coleção parecida com as anteriores, porém não menos bela.

Sobre as estampas: os xadrezes estão com tudo, super tendência já na Europa eles apareceram menos do que o esperado neste SPFW. A Cori, marca assinada pelo Herchcovitch, apresentou roupas super usáveis, bonitas e muito comerciais, alguma peças em xadrez Vichy, alias, o trabalho de Herchcovitch com esta grife tem merecido destaque e reconhecimento. As saias xadrez escocês abaloadas de Jefferson Kulig estavam divinas, muito interessantes de usar com uma camisetinha bem básica, mas não é qualquer um que gosta disso. As estampas e os estilos África apareceram bastante em diversas coleções, já que este país era o tema do evento fashion. O estilo safári apareceu na apresentação da Ellus e nas criações de Herchcovitch também, principalmente em sua linha masculina que estava super “étnica”. Além disso, surgiram estampas tribais em diversos desfiles, como da Neon, Vide Bula e outras.

Outra tendência do verão são os macacões, de todos os tamanhos, estilos e cores, infelizmente não caem bem em todo mundo. Destaque para o preto da Forum e os abaloados da Cavalera e do Ronaldo Fraga, além do listradinho da marca Cori, uma graça. Bom, então era mais ou menos isso o que apareceu nos desfiles. Agora esperamos para ver o que vai colar e o que não vai, como a cintura alta nas caças e shorts, que acho que ainda não pega. Assim, escolha o que faz mais sua cabeça e não enlouqueça, tendências não são sinônimo de “obrigatórias novas compras”, mas devem ser encaradas como novidades, novas idéias e novas formas para explorar seu guarda roupa.              

 

*Ana Carolina Acom é uma Filósofa da moda - formada em Filosofia pela UFRGS, pesquisa moda e semiótica das vestimentas.

Fotos: Reprodução


Copyright © 2006 - 2013 - modamanifesto
Site melhor visualizado no Mozilla Firefox e no Google Chrome.