Busca
  Semana da moda em Milão – Futurismo ou Glam?


Ana Carolina Acom *

Uma onda de futurismo baixou pelos desfiles italianos com muito dourado, prateado, material plástico e coisas do gênero. Algumas coleções passavam algo de “espacial”, mas o conceito da vez foi o de um caráter mais sexy, com as marcas buscando alguma coisa de “Lolita”. Comprimentos ultra curtos que, para o mundo real de muitas de nós, devem ser encarados como túnicas e batas, podendo ser usados com microssaias, shortinhos (super em alta) e skinnys.

O preto volta a reinar, seja misturado a outros tons ou sozinho. Ele aparece em todos os looks-tendências da estação: decotes, elegantes, chiques, mais esportivos, clean e etc. As cores ainda permanecem as mesmas, não me canso de repetir: muito cinza, mas muito mesmo! Branco e o nude. Apesar disso, algumas marcas optaram pelas cores vibrantes ou discretas, como a Gucci, a sempre belíssima coleção da DSQuared, a Prada, com cores mais frias, e a Emilio Pucci, com o estilista Matthew Williamson, que usou preto e branco mas também cores quentes. As cinturas altas e marcadas também estiveram presentes, e tudo mais de charmoso e sedutor que a moda pode oferecer. Afinal de contas, “estamos” na Itália, terra das mulheres mais belas e mais “sexys” do mundo (Duvida? Ligue a tv na Rai!), e também lugar de luxo e opulência na moda. Isto é Milão!

 

*Ana Carolina Acom é formada em Filosofia pela UFRGS, pesquisa moda e semiótica das vestimentas.

Fotos: Reprodução


Copyright © 2006 - 2013 - modamanifesto
Site melhor visualizado no Mozilla Firefox e no Google Chrome.