Busca
  Paris Verão 2010

 

Ana Carolina Acom *

Apesar do atraso é sempre válida uma análise aos desfiles... O modamanifesto nada contra a corrente e a macro-velocidade da moda, no entanto, não deixamos de observar o que se passa, nem de fazermos uma análise bem digerida das ocorrências da moda além do óbvio. Com exceção à cobertura dos desfiles, nossas matérias exigem tempo de pesquisa e dedicação. Agradecemos aos leitores pelo carinho, atenção e elogios! Vamos à temporada de Paris então!!!

A Balmain segue com suas ombreiras pontudas e muito sensuais, também aposta em comprimentos mini e traz algo de rasgado em visuais de mendicidade-ultra-chique - podre de chique literalmente. Outros looks trazem algo de gladiadora, devido aos tons metalizados. As calças de couro skinny continuam obrigatórias desde o inverno europeu.

Alexander McQueen arrasa mais uma vez, apesar das tendências indicarem as formas ajustadas e simples, ele apresenta formas estruturadas em inusitadas armaduras repletas de seres do fundo do mar gravados. Praticamente seres bio-luminescentes, como no recente “Avatar”. Um dos looks mais brilhantes já está “famosérrimo”, graças ao clipe “Bad Romance” da ícone fashion Lady Gaga.

A Louis Vuitton trouxe enormes penteados Black - Power na cabeça das modelos: ruivos, loiros e morenos. Como já é de praxe, a sobreposição de peças coordena a produção do desfile. Mas, com uma análise detalhada podemos ver casacos ao estilo militar com vários bolsos e outras tendências utilizadas.

Em Preto & Branco temos Junya Watanabe com belíssimas peças em alfaiataria e chemises muito elegantes, tudo acompanhado de leggings em tecido aero e de forma alguma cafona. Os vertiginosos turbantes deram um efeito lindo e bastante peculiar ao desfile. Também em P & B, o genial Yohji Yamamoto traz louquíssimas bruxas ao estilo japonês e peças em todos os comprimentos: chemises longos, mini-saias e jaquetinha perfecto. O desfile de Ann Demeulemeester foi fantástico novamente. Sempre muito introspectivas e sensuais, suas roupas têm brilho própria e carregam uma vanguarda contemporânea única.

Muitas marcas apostaram no couro para o verão, e a Balenciaga o fez de forma magistral: calças coladas, coletes, capuz e cores que sempre se misturam ao preto. Sem dúvidas eles apostaram em uma coleção que veste muito bem e é bastante comercial. 

A Chanel desfilou em um verdadeiro celeiro com show ao vivo de Lily Allen. Galliano para Dior apostou em trenchs de todos os comprimentos: ar “retrô” e muito sensual na produção das modelos. Em sua marca própria, ele trouxe suas bonecas com chapéus e vestidos maravilhosos que fazem a moda realmente valer a pena. E para encerrar: Gareth Pugh – um dos preferidos de Gaga - já que ela desapropriou a frase: “ – Mas estes são looks apenas para passarela!”. Há há há, essa mulher veste o impossível para ir ao super mercado, ela muda a conceituação de MODA-ARTE...

*Ana Carolina Acom é graduada em filosofia pela UFRGS e especialista em Moda, Criatividade e Inovação pelo SENAC – RS. Atua como pesquisadora e consultora de moda e semiótica das vestimentas. Possui artigos publicados em todo país, e é responsável pela consulta de estilo da marca fragmentos.

Fotos: Reprodução


Copyright © 2006 - 2013 - modamanifesto
Site melhor visualizado no Mozilla Firefox e no Google Chrome.