Busca
  McCord Museum – Simplesmente Montreal em Objetos, Fotos e Tesouros

Ana Carolina Acom *

Visitar museus é sempre uma atividade encantadora, uma “experiência estética” por excelência. E para quem conhece minhas pesquisas, sabe que “pensar sobre a experiência estética” é meu objeto de estudo.

Bastante sensível a objetos e lugares interessantes, gosto de me surpreender com pequenas coisas e detalhes que enxergo por aí. Durante uma ida ao museu essa observação é ainda mais atenciosa. Sempre lembro de Jum Nakao e sua belíssima metáfora da vida como o barco à vela vagaroso: “Para essas pessoas que estão em um barco a motor indo daqui até a ilha, não existe passeio, existe ponto de saída e ponto de chegada (...) o aprendizado, as trocas só existem no processo”.

Recentemente visitei o McCord Museum em Montreal, seu acervo de objetos, roupas, móveis, quadros e documentos é bastante rico e disposto de maneira bela e instigante. Uma verdadeira aula de história sobre a cidade, o Museu é dedicado ao ensino e à pesquisa do passado canadense. A visita nos conecta a gerações e culturas distantes. Contudo, além de encher os olhos, me fez refletir de maneira melancólica sobre algumas questões da colonização das Américas. Pensar em tanta riqueza e na beleza das culturas indígenas, aborígenes e esquimós faz lembrar como estes foram devastados. Além disso, saber dos animais extintos pelos colonizadores e ver as representações de escravos no museu, também me levaram a uma certa melancolia oriunda das soluções bárbaras que os homens sempre encontraram ao longo dos anos. Mas a tristeza também pode ser um sentimento despertado por esses objetos, que mesmo tristes continuam belos em suas singularidades, preservação, história e trajetória até nós.

Uma das exposições que lá se encontra, comemora os 90 anos do Museu McCord e intitula-se “90 Treasures, 90 Stories, 90 Years”. Com uma impressionante seleção de objetos, a exposição apresenta “90 tesouros” da coleção do museu. Alguns destes expostos pela primeira vez ao público. Dentre as peças, podemos contemplar: fotografias, trajes e objetos etnológicos. Estes tesouros foram cuidadosamente escolhidos pelos curadores entre uma coleção de mais de 1,4 milhões de artefatos, imagens e manuscritos.  Estão lá: a segunda colcha de retalhos mais antiga do mundo, datando de 1726 (fig. 16); o impressionante cocar do chefe Shawnee Tecumseh (fig.07), que morreu durante um confronto em 1813 (Batalha de Moraviantown); e um dos objetos que mais me impressionaram: o casaco de capuz impermeável, confeccionado no início do séc.XX por esquimós e feito de intestino de mamíferos marinhos, pele de foca e adornado com penas. Seja por seu valor histórico, raridade, beleza ou composição, cada objeto desta exposição provoca um impacto emocional único.

Além desta exibição de aniversário, há outras bastante interessantes no local. O mais legal é que todas podem ser vistas em versões on-line através do site: www.mccord-museum.qc.ca O acervo do museu reúne cerca de 1.375.000 objetos, imagens e manuscritos. Disponíveis para pesquisas e estudos, estes artefatos registram momentos da história social e cultura de Montreal, do Quebec e de todo o Canadá. Entre estes objetos, o acervo têxtil e de trajes possui mais de 16.600 itens, e algumas peças de indumentária podem ser vistos na bela exposição permanente “Simply Montréal: Glimpses of a Unique City”. “Simplesmente Montreal” traduz a atmosfera romântica e gelada da cidade em seu peculiar inverno desde o século XVII. Cheia de simbolismo e emoção, a mostra traz: uma seleção de fotografias extraordinárias do fotógrafo canadense William Notman, uma variedade de equipamentos esportivos e brinquedos encantadores, uma série de vestidos esplêndidos, além de roupas e acessórios usados por québécois ilustres.

Confira minha seleção de objetos do museu clicando na galeria abaixo.

McCord Museum
690 Sherbrooke Street West Montreal,
Quebec H3A 1E9
Phone : 514-398-7100

0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
 

*Ana Carolina Acom é graduada em filosofia pela UFRGS e especialista em Moda, Criatividade e Inovação pelo SENAC–RS. Atua como pesquisadora e consultora de moda e semiótica das vestimentas, através de palestras, produções e desenvolvimento de figurino. Possui artigos publicados em todo país e atualmente reside em Montreal – Canadá, realizando pesquisas de tendências para marcas do Brasil, em que é responsável pela consultoria de moda e estilo. Além disso, integra o projeto “As Carolinas”, com atuações em diferentes setores da moda.

Fotos: Ana Carolina Acom e Reprodução





Copyright © 2006 - 2013 - modamanifesto
Site melhor visualizado no Mozilla Firefox e no Google Chrome.