Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/modamani/public_html/includes/config.php on line 6
modamanifesto
  Busca
  Paris – Inverno 2012 – 2013

Ana Carolina Acom *

0
0
0
0
0
0
0
0
0

Quando dei por mim, vi que todos os escolhidos da última semana de moda parisiense tinham algo de obscuro e dark. De fato, alguma sombra da personagem Lisbeth Salander pairou em muitas coleções das temporadas de inverno pelo mundo todo. Confira: muito preto, sobriedade e enigma!

Como eu poderia não amar as mulheres invisíveis da marca A.F. Vandevorst? Todas como se estivessem saído do livro de H.G. Wells para a passarela. Chapéus, luvas, cachecóis em pele e trenchcoats acinturados garantiram o ar invernal e misterioso de um verdadeiro romance literário.

Jean-Charles de Castelbajac invocou a Islândia como tema de sua coleção – a terra encantada de vulcões sobre gelo. O resultado disso não poderia ser mais mágico. As peças foram compostas por algo de tribal em águias e pássaros, por vezes ameaçadores, outras parecendo cartoom. Como o caso do terninho em tweed carvão, com irreverentes cabeças de pássaros nos ombros.

Mais uma vez, a desconstrução da alfaiataria de Junya Watanabe foi muito bem sucedida em peças clássica e com modernidade na medida. A marca transcendeu códigos fundamentais da moda masculina em elementos universais, como o sapato Oxford, as riscas de giz e botas montaria.

Umas das apresentações mais belas, na minha opinião, foi a da marca Limi Feu. As peças poderiam estar tranquilamente no figurino do seriado “Boardwalk Empire”, que se passa no início dos anos 20. E se tratamos de “anos loucos”, com uma pitada sóbria de pretos, pérolas e sapatos mais pesados, não há como não se encantar em tanta feminilidade moderna e delicadeza romântica.

A Louis Vuitton apresentou a coleção em um cenário de estação, com um Trem antigo e carregadores de malas que acompanhavam as modelos até os seus vagões. Segundo Marc Jacobs, ele queria que as pessoas observassem o desfile, como se estivessem a olhar um outro tempo. Claro que o estilista atingiu seu intento, e as criações em casacos-vestidos, agregadas a altos chapéus amassados e excêntricos óculos revelaram um ar “retrô” em peças lindas e agradáveis.

Dos artistas geniais cito Rick Owens, o qual sempre admiro muito as peças e seu trabalho de desenvolvimento em couro. Dessa vez as modelos vieram com terríveis máscaras na mesma malha das roupas. E o inigualável Yohji Yamamoto – soberano absoluto do preto, ele me surpreende mais uma vez com nuances de vermelho sangue e um rosa cereja alarmante. Mesmo assim, adorei seu desfile e seu japonismo que não cansa nunca e só enche os olhos.

Por último: as bonitas Lanvin e Miu Miu. A Lanvin, do adorável Alber Elbaz, trouxe peplums para todos os gostos. Dessa forma, nem preciso dizer mais nada para descrever, basta que todos os leitores saibam da minha fase atual de “peplum obsession”. E a Miu Miu veio em um clima muito parecido e harmônico com a coleção da Prada, Louis Vuitton e Marc Jacobs, todos puxaram este ar “retrô” atemporal, ao mesmo tempo em que trazem uma alfaiataria e estampas geométricas setentistas.

*Ana Carolina Acom é graduada em filosofia pela UFRGS e especialista em Moda, Criatividade e Inovação pelo SENAC-RS. Atua como pesquisadora e consultora de moda e semiótica das vestimentas, através de cursos, produções e desenvolvimento de figurino. Possui artigos publicados em todo país e integra o projeto “As Carolinas”, com atuações em diferentes setores da moda.








Pin It

Copyright © 2006 - 2013 - modamanifesto
Site melhor visualizado no Mozilla Firefox e no Google Chrome.